Criando e editando visualizações

Você cria visualizações com base em gráficos, campos ou objetos personalizados predefinidos. Uma vez adicionadas à sua pasta, você pode editar e refinar suas visualizações. Você deve estar no modo Editar do @ para poder adicionar ou editar visualizações.

Criando visualizações

Você cria visualizações arrastando o tipo de visualização escolhido do painel de ativos até a pasta e definindo suas configurações de propriedades. Para obter instruções sobre como criar tipos específicos de visualizações, consulte este tipo de visualização no Visualizações.

O Qlik Sense oferece dois métodos de criação de visualizações com assistência. Você pode usar o consultor de insights para permitir que o Qlik Sense gere uma seleção de visualizações analisando seus dados. Dessa forma, você pode optar por adicionar essas visualizações às suas pastas. Para obter mais informações, consulte Criando visualizações com base nos seus dados usando o consultor de insights. Você também pode criar visualizações usando sugestões de gráficos, arrastando um campo até a pasta a partir do painel de ativos e arrastando campos adicionais desejados na visualização até o primeiro campo. Em seguida, o Qlik Sense cria uma visualização sugerida com base nos campos selecionados para a visualização. Para obter mais informações, consulte Criando visualizações com o uso de sugestões de gráficos.

Você também pode adicionar visualizações copiando-as. Isso é útil se você deseja usar configurações de visualização existentes em outro tipo de visualização. Para obter mais informações, consulte Copiando uma visualização de uma visualização existente

Objetos personalizados são adicionados de maneira semelhante. Comece criando uma visualização arrastando uma extensão de visualização ou um widget até a pasta.

Para obter mais informações, consulte Criando uma visualização usando um objeto personalizado.

As dimensões determinam como os dados em uma visualização são agrupados – por exemplo, o total de vendas por país ou o número de produtos por fornecedor. Para obter mais informações, consulte Dimensões.

As medições são cálculos utilizados em visualizações, tipicamente representados no eixo y de um gráfico de barra ou uma coluna de uma tabela. As medições são criadas a partir de uma expressão composta de funções de agregação, como Sum ou Max, combinadas com um ou vários campos. Para obter mais informações, consulte Medidas.

Faça o seguinte:

  1. Arraste a visualização do painel de ativos até a pasta ou clique duas vezes na visualização.
  2. Adicione dimensões e medidas à visualização.

    Você pode adicionar dimensões e medidas usando os botões na visualização. Outra opção é arrastar um campo da guia Campos do painel de ativos e depois selecionar para usá-lo como uma dimensão ou medida. O número de dimensões e medidas necessárias depende da visualização que você selecionou.

  3. Ajuste a apresentação: por exemplo, classificando, colorindo ou rotulando.

    Para obter mais informações, consulte Alterando a aparência de uma visualização.

Editando visualizações

Depois de criar uma visualização, talvez você queira fazer ajustes para melhorar a forma como ela transmite informações aos usuários. Por exemplo, você pode alterar os dados usados ou ajustar a aparência da visualização. Você pode adicionar mais dimensões ou medidas para mais profundidade de informações ou pode remover algumas para melhorar a clareza e desobstruir uma visualização

Os dados em uma visualização podem ser alterados. Por exemplo, você pode corrigir uma dimensão ou medida inválida ou desvincular uma medida de uma medida mestre para poder modificá-la sem alterar essa medida mestre. Para obter mais informações, consulte Alterando os dados de uma visualização.

A aparência de uma visualização pode ser editada para melhorar o design e aumentar a compreensão. Há várias maneiras diferentes de ajustar a aparência das suas visualizações:

  • Cores: Colorir é uma das melhores maneiras de realçar valores nas suas visualizações. O Qlik Sense fornece uma variedade de diferentes opções de aplicação de cores.

    Por exemplo, você pode atribuir cores específicas aos valores distintos em uma dimensão mestre, para garantir que esses valores usem as mesmas cores em todas as visualizações.

    Para obter mais informações, consulte Colorindo uma visualização.

  • Classificação: A classificação das suas dimensões e medidas ajuda a garantir que o conteúdo seja apresentado de forma lógica e compreensível.

    Para obter mais informações, consulte Alterando a classificação de uma visualização.

  • Títulos e rótulos: Títulos e rótulos podem ser alterados para mais clareza e para adicionar mais informações.

    Por exemplo, em um gráfico de pizza que mostra vendas por região, é possível adicionar uma expressão que fornece a soma total das vendas.

    Para obter mais informações, consulte Alterando a aparência de uma visualização.

  • Apresentação: Diferentes visualizações têm diferentes opções que podem ser ajustadas para melhorar a exibição dos dados.

    Por exemplo, você pode definir barras em um gráfico de barras para exibição agrupada ou empilhada, bem como vertical ou horizontalmente.

    Para obter mais informações, consulte Alterando a aparência de uma visualização.

É possível converter uma visualização em outro tipo de visualização e preservar suas configurações. Para obter mais informações, consulte Convertendo uma visualização em outro tipo de visualização.

É possível editar propriedades de visualizações no painel de propriedades.

Faça o seguinte:

  1. Clique em @Editar na barra de ferramentas.

    O painel de propriedades da pasta é aberto à direita. (Se estiver oculto, clique em h no canto inferior direito.)

  2. Clique na visualização que deseja editar.

    Agora, o painel de propriedades mostra as propriedades da visualização.

  3. Faça as alterações no painel de propriedades.
  4. Clique em @ Concluído na barra de ferramentas.

Práticas recomendadas para projetar visualizações

Desobstruindo seus aplicativos

Excesso de informações em um aplicativo torna mais difícil ver o que é importante. O estilo de interface do usuário moderno de hoje tem um design mais limpo, simples e direto. Um design simplificado conduz sutilmente o leitor e permite que ele permaneça focado.

Menos é mais

Em geral, os usuários tentam incluir muitas informações em um aplicativo. Gráficos de linhas com várias medidas podem ser confusos e difíceis de interpretar. Tente criar várias visualizações menores para distribuir essas informações na página. Isso também permite que o leitor compare e contraste de forma eficiente as visualizações que estão lado a lado. Outra opção é usar dimensões e medidas alternativas para permitir que o leitor rapidamente alterne entre as medidas sem deixar a visualização muito atulhada. Para obter mais informações, consulte Alterando os dados de uma visualização.

Existem várias maneiras de melhorar a estética e a funcionalidade do seu aplicativo. Dependendo do seu público-alvo e de quais dados você deseja destacar, a estratégia de design da sua visualização pode ter um grave impacto sobre a interpretação dos dados por parte dos leitores.

Acessibilidade de cor

O espectro de cores é mais estreito para pessoas com deficiência visual relacionadas a cores. Elas podem interpretar sua visualização de forma diferente da que você pretendia.

Por exemplo, algumas pessoas veem as cores vermelha e verde mais como amarela ou marrom. Essa forma de deficiência visual de cor vermelha-verde é a mais comum. É importante mencionar isso, uma vez que o vermelho tem uma conotação negativa em visualizações de dados, especificamente em finanças.

Um status de KPI vermelho ou verde pode causar confusão. É possível usar formas com cores como indicadores de desempenho para tornar seus designs mais acessíveis. Por exemplo, use um círculo vermelho vazio para indicar algo ruim, um círculo verde preenchido para indicar algo bom e um triângulo como símbolo de aviso que só aparece quando um status de KPI está em um nível inaceitável.

Linhas, barras e fatias de pizza podem ser difíceis de distinguir quando as cores estão distorcidas.

Para obter mais informações, consulte Alterando a aparência de uma visualização.

Posicionamento de filtro e ícone

Filtros e ícones são uma parte essencial da visualização de dados, mas pode ser difícil saber onde colocá-los ou como classificá-los. Muitas vezes, você pode antecipar onde o usuário começará a ler com base em alguns princípios de design bem estabelecidos.

Posicionamento à esquerda

Vários sites populares usam blocos e filtros de navegação no lado esquerdo. Isso se deve ao fato de que muitos idiomas são lidos da esquerda para a direita. Como resultado, o lado esquerdo da tela é onde esses leitores observam com mais frequência. Os usuários que estão pesquisando conteúdo tendem a gravitar em direção ao lado esquerdo da tela. Quanto mais à direita os objetos estiverem, menos os usuários olharão para eles. Se todos os seus filtros e ícones estiverem empilhados verticalmente à esquerda, eles terão o mesmo peso.

Como alternativa, com idiomas em que o texto é escrito da direita para a esquerda, o contrário é verdadeiro. Isso deve ser mantido em mente se os seus aplicativos forem traduzidos para esses idiomas.

Posicionamento no topo

Outra opção de posicionamento comum para ícones e filtros é ao longo do topo de um aplicativo. Não posicionar filtros ou ícones à esquerda dá mais espaço para visualizações maiores com menus que distraem a atenção. Quando filtros e ícones são posicionados acima das visualizações, eles também são vistos como separados do conteúdo abaixo. Isso pode ajudar a mostrar ao leitor que você está priorizando os filtros ou o ícone. Se todos os seus filtros e ícones estão lado a lado no topo, aquele que estiver mais à esquerda terá mais importância e será priorizado pelo leitor.

Para obter mais informações, consulte Estruturando um aplicativo usando pastas.

Hierarquia das informações

Às vezes, você quer que o leitor priorize certas visualizações no lugar de outras. É possível mostrar hierarquias de informações usando algumas práticas recomendadas de design essenciais. Por exemplo, pode usar diferentes tamanhos para enfatizar algumas visualizações. As informações maiores são vistas como mais importantes: ao aumentar a fonte ou o tamanho do gráfico, você pode mostrar ao leitor onde procurar primeiro.

O posicionamento da página também tem a sua função na hierarquia das informações. As informações na parte superior da página são percebidas como mais importantes do que aquelas na parte inferior, pois são lidas primeiro. Informações na primeira página são percebidas como mais importantes que as informações na última página.

Adição de contexto a KPIs

KPIs são uma ótima maneira de comunicar algumas das grandes ideias dentro do seu aplicativo. No entanto, valores de KPIs não fornecem contexto para os números e cálculos que estão acontecendo nos bastidores. Uma luz verde ao lado de um KPI não diz ao leitor se a meta foi alcançada por pouco ou se você a superou significativamente.

Para ajudar a dar contexto aos seus KPIs, inclua informações de suporte ao lado do valor em um texto menor. Por exemplo, você pode comparar o valor do KPI atual com o valor do ano anterior. Você também pode adicionar um pequeno gráfico de barras sem eixos ou valores para fornecer informações sobre as tendências atuais.

Para obter mais informações, consulte Propriedades do indicador-chave de desempenho.

Evite as armadilhas da visualização de dados

Para obter os benefícios das visualizações de dados, você deve evitar as armadilhas. Aqui estão algumas das mais comuns:

Abuso das cores

Não exagere nas cores. Saiba que a cor errada no lugar errado pode causar confusão em vez de clareza. Além disso, a mesma cor pode significar coisas diferentes em regiões distintas do mundo.

Uso incorreto de gráficos de pizza

Evite colocar gráficos de pizza lado a lado para comparação. Tente não colocar informações excessivas neles.

Poluição visual

O excesso de informação frustra o objetivo de uma apresentação clara. Use no máximo nove indicadores-chave do desempenho e remova toda a poluição visual.

Estilo no lugar da substância

Uma visualização bonita não é necessariamente a mais eficaz. Use as práticas recomendadas de design o tempo todo.

Dados inválidos

Detecte e corrija problemas em seus dados antes de apresentá-los. Não deixe sua visualização assumir a culpa pelas informações erradas.