Alertas

Criando Alertas

A maneira mais fácil de definir um alerta é usando o Assistente de Alerta, que pode ser iniciado a partir do menu Ferramentas. Os alertas também podem ser criados e mantidos na caixa de diálogo Alertas, que pode ser aberta a partir do menu Ferramentas. Os alertas são armazenados como parte do documento QlikView. Eles podem ser criados e disparados somente nas versões do QlikView executadas no Windows (isto é, não nos clientes AJAX).

Usando Alertas

As verificações de alerta do QlikView podem ser disparadas de três formas diferentes:

  1. Automaticamente no layout do QlikView, quando houver a probabilidade de os dados do documento terem mudado, isto é, quando o documento for aberto, quando o script tiver sido executado ou quando a operação Reduzir Dados tiver sido executada.
  2. Manualmente de uma macro por meio de APIs de Automação especiais. Consulte o guia da API do QlikView para obter detalhes.
  3. Programas externos que executam o QlikView no modo batch têm uma API de Automação especial para recuperar uma lista de alertas disparados a partir de um determinado contexto.

A cadeia de eventos após o disparo de uma verificação de alerta pode ser mostrada como segue:

Os alertas podem ser suspensos depois de disparados até que ocorra uma alteração. Por exemplo, você pode achar muito inconveniente o fato de ser lembrado, sempre que abrir um documento, que sua meta orçamentária foi atingida. Nesse caso, é possível definir o alerta para ser disparado apenas uma vez e ficar suspenso até o próximo mês.

Como pode ser visto no fluxograma, cada disparo de alerta inicia uma cadeia de operações lógicas no documento QlikView. Normalmente, o QlikView deve executar as seguintes etapas principais:

  1. Aplicar a seleção relevante para o alerta.
  2. Calcular o valor da expressão da condição.
  3. Restaurar seleções originais.

O tempo necessário para executar as ações 1 e 3 será igual ao “número de cliques“ normais se as seleções tiverem sido aplicadas de forma interativa. O tempo necessário para a etapa 2 será o mesmo se a expressão residir, por exemplo, em um objeto de pasta. Somados, o tempo necessário para verificar um alerta pode ser considerável em documentos grandes. Isso pode ser menos importante para alertas únicos disparados na abertura ou recarga, mas é necessário ter cautela ao usar grandes quantidades de alertas disparados por macro, para que o documento não se torne lento.

Abre a caixa de diálogo Alertas, onde todos os alertas do QlikView são criados e mantidos.