Assistente de Arquivo

O Assistente de Arquivo é exibido automaticamente quando você abre um arquivo ou uma tabela HTML usando o botão Arquivos de Tabela... na página Dados do Painel de Ferramentas na caixa de diálogo Editar Script. O assistente também é aberto quando um arquivo não-qvw é aberto a partir do menu Arquivo.

Os tipos de arquivo que o QlikView pode reconhecer são arquivos de texto delimitados (por exemplo, arquivos csv), arquivos de registro fixo, arquivos dif, arquivos do Excel, arquivos HTML e arquivos XML. Esses tipos de arquivo são referidos como Arquivos de Tabela.

Os arquivos podem ser carregados da rede local ou diretamente da Internet.

Para carregar um arquivo armazenado em uma rede local, use o botão Arquivos de Tabela no diálogo Editar Script. Se o arquivo tiver uma extensão de arquivo de tabela, por exemplo, .csv, .txt, .tab, .skv, .fix, .dif, .htm, .html, .shtml, .xhtml, .php ou .asp, o arquivo será mostrado no diálogo Abrir Arquivos Locais. É possível abrir o arquivo mesmo que a extensão seja diferente; basta definir Arquivos de Tipo como Todos os arquivos (*.*) em Abrir Arquivos Locais. O conteúdo deve, entretanto, ser de um tipo que o QlikView possa interpretar. Se o QlikView poderá ou não interpretá-lo, é uma questão diferente de qual extensão o arquivo tem.

Para carregar um arquivo diretamente da Internet, cole a URL (anteriormente copiada do navegador da Web) na caixa de texto denominada Nome do Arquivo no diálogo de pesquisa de FTP e clique em Abrir.

Depois de selecionar um arquivo, o assistente de arquivo será aberto. Ele contém cinco páginas: Fonte, Tipo, Transformar, Opções e Script. Como é muito rara a necessidade de fazer alterações na página Fonte, o assistente começa na página Tipo. Os botões <<Voltar e Próximo>> levam o usuário de uma página para outra.

Nas páginas Tipo e Opções, há uma visualização na qual é possível consultar como o QlikView interpretou o arquivo. A página Script permite definir como o script será apresentado no diálogo Editar Script.

O botão Terminar fechará o assistente e gerará um comando load no script de carregamento.

Para carregar um arquivo armazenado em uma rede local, use o botão Arquivos de Tabela no diálogo Editar Script. Se o arquivo tiver uma extensão de arquivo de tabela, por exemplo, .csv, .txt, .tab, .skv, .fix, .dif, .htm, .html, .shtml, .xhtml, .php ou .asp, o arquivo será mostrado no diálogo Abrir Arquivos Locais. É possível abrir o arquivo mesmo que a extensão seja diferente; basta definir Arquivos de Tipo como Todos os arquivos (*.*) no diálogo Abrir Arquivos Locais. O conteúdo deve, entretanto, ser de um tipo que o QlikView possa interpretar. Se o QlikView poderá ou não interpretá-lo, é uma questão diferente de qual extensão o arquivo tem.

Para carregar um arquivo diretamente da internet, cole a URL (anteriormente copiada de seu navegador Web) na caixa de texto denominada Nome do Arquivo no diálogo de pesquisa de FTP, e clique em Abrir.

Depois de selecionar um arquivo, o assistente de arquivo será aberto. Ele contém cinco páginas: Fonte, Tipo, Transformar, Opções e Script. Como é muito rara a necessidade de fazer alterações na página Fonte, o assistente começa na página Tipo. Os botões <<Voltar e Próximo>> levam você de uma página para outra.

Nas páginas Tipo e Opções, há uma visualização na qual é possível consultar como o QlikView interpretou o arquivo. A página Script permite definir como o script será apresentado na caixa de diálogo Editar Script.

O botão Terminar fechará o assistente e gerará um comando load no script.